Traduza para o seu idioma

domingo, 26 de novembro de 2017

São Insónias, meu senhor!

Antes de se deitar a Rainha praguejava
gastando o solo do quarto à sua passagem
pois o sono que ela tanto almejava
teimava em não aparecer, andava pois na vadiagem.

Praguejava a Rainha de um lado para o outro
queixando-se da sua má sorte.
Por que deixara o sono assim tão solto?
Tão irritada estava que perdeu o norte.

Saiu da sua Torre disposta a encontra-lo
mas lá fora não o achou.
Já pensava em mandar enforca-lo
quando uma voz grossa a sobressaltou.

- Quem está aí? - Perguntou o Rei,
que atónito deu de caras com a Rainha.
Ela, o cabelo em desalinho tinha.
E com maus modos lhe respondeu:
-Pois se não sabeis quem eu sou, que direi?

-Que fazeis aqui na escada,
a estas horas acordada?

Podem andar lobos lá fora
Coveiros com a pá na mão.
Fantasmas corriqueiros
e bruxas de caldeirão.

Sabei que pode estar de emboscada
atrás daquela enseada, um matreiro ladrão
não tereis sequer pavor?

Ao que a Rainha respondeu abespinhada:
- São insónias, meu senhor!

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

sábado, 25 de novembro de 2017

Gotas de Paz

Os sinos tocam.
A noiva sorri.
Os velhos notam
a alegria da vida.

Entoam canções
de imensa felicidade,
nos seus corações
de eterna bondade.

Desejos sinceros
no infinito...,
de renegação
pelas coisas más.

Emoções fraternas.
Abraços famintos.
Sorrisos de chuva.
Gotas de paz.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

Já agradeceste hoje? Fá-lo agora!

Quando acordares, agradece. Sim, agradece por tudo aquilo que tens e por todas as pessoas que te acompanham agora. Tudo tem um propósito maior. Qual é o teu? Tu sabes bem qual é. Lembra-te: os desvios nunca te desviam completamente do teu propósito de vida. Os desvios apenas te dão mais certezas e força para lutar. Sabes o que tens de fazer. Agora vai e não desistas ao primeiro tropeço. Sabias que os tropeços fazem parte da vida? Tu sabes que és capaz de fazer melhor. Sim, tu sabes que voltas sempre com um sorriso no rosto depois de passar a tempestade. Já agradeceste hoje? Fá-lo agora!

segunda-feira, 20 de novembro de 2017

Resquícios de Rebeldia

Dizem que sou uma menina rebelde.
Que, se tudo quer, tudo pode.
Não deixam de ter uma certa razão
mas na realidade, não sou rebelde. Não!

Porque se rebelde sou
então vivo à margem da lei.
Mas por aquilo que sei
não prejudico ninguém.

E quem disse que a lei,
sendo ela universal,
faz sentido?

E quantas coisas
se fazem
mesmo sendo proibido?

E por que tenho eu
de ter culpa pelo resto do mundo?
Se tudo aquilo que eu quero
é ser eu mesma, independentemente de tudo?

Dizem que sou rebelde.
Então que seja!
Pelo menos sou feliz.
Parem lá de ter inveja!

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

sábado, 11 de novembro de 2017

Era uma vez um crocodilo

Um crocodilo subia o rio
como habitualmente o fazia.
Tranquilo fazia a sua viagem,
sem se importar com a bagagem
nem com aquilo que comia.

Certo dia, enganou-se no caminho.
Passou por uma traineira
que ia em direcção à Madeira.
E fez um desvio ao seu destino.

Completamente atónito,
só percebeu que se afastava,
quando uma forte corrente
de repente o arrastava.

Passou pelo mar Mediterrâneo
com uma dor no crânio
e o coração apertado.

Não teve tempo de pensar
por que tinha ido parar ao mar
nem por que estava a ser arrastado.

Passou o estreito de Gilbraltar
e continuou a navegar
até chegar a um porto seguro.

Não sabia onde estava
até ouvir gritar
Um Crocodilo?! Socorrrrrrrooooooo!!!

Tinha feito escala no Algarve.
Parou pois para descansar
Comeu que nem um alarve
e voltou depois para o mar.

Tinha consultado o mapa
do transeunte que assustara
e percebeu então
que muito se afastara.

Teve de percorrer novamente
o caminho de volta.
Felizmente, encontrou uma amiga,
uma gaivota.

O nosso crocodilo
tinha saudades de casa
e se pudesse voar....
mas não tinha asas.
Tinha de navegar
mar acima,
até chegar ao seu destino.

Era uma vez um crocodilo
que no caminho se perdeu.
Mas que na sua aventura
muito também aprendeu.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

sexta-feira, 10 de novembro de 2017

A prisioneira

Numa vil prisão
estava a prisioneira.
Num buraco escuro....
Sem luz, sem esteira.
Sem água, só mágoa.
Sem comida, sem vida.
Disseram que ficara sem juízo.
Pois, sua alma era nutrida por um livro.


Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

Questões pertinentes

Por que nasci eu poetisa,
encantada com a simplicidade?

Por que não nasci Papisa,
ou com um lugar na sociedade?

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

quarta-feira, 8 de novembro de 2017

Loucura

Na loucura de quer ter
por vezes deixamos de ser
e até mesmo de viver.

Mas para quê enlouquecer,
se o que devíamos fazer
era apenas agradecer?

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

terça-feira, 7 de novembro de 2017

Recicla as tuas memórias

Separa as tuas memórias.
Prepara-as para a reciclagem.
Algumas deves guardar,
mas outras de nada servem.
Pois, apenas te fazem lembrar
daquilo que queres esquecer.
Já as primeiras, guarda-as como um tesouro.
Talvez um dia ainda as queiras ver.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

quinta-feira, 2 de novembro de 2017

A felicidade também existe para ti.

Quando descobres que tens de crescer
fazes birras e resistes à mudança.
Pois não queres deixar de ser
simplesmente uma criança.

No entanto, o tempo passa
e não o consegues agarrar.
É então que pensas na desgraça
que não tem como falhar.

Mas não. Não é desgraça nenhuma.
Isso é apenas o que vai na tua cabeça.
Tens medo que a vida te esmague
e que quem amas um dia te esqueça.

É apenas medo.
Não ligues ao teu Ego.
A vida vai dando provas
que é bom viver coisas novas.

Não penses tanto na tua idade.
Ergue a cabeça e sorri.
Vais ver que a felicidade
também existe para ti.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

segunda-feira, 30 de outubro de 2017

Mudarei, sempre que o meu coração não estiver feliz. 



Queridos leitores e amigos da Rainha, estou a morar em Leiria há cerca de um mês e posso dizer-vos que esta experiência está a ser fantástica. Foi a melhor decisão que tomei nos últimos tempos. Simplificar a vida é agora a palavra de ordem e estou cada vez mais decidida a continuar esta mudança. Nem sempre é fácil fazer mudanças na nossa vida, mas são cada vez mais necessárias para a nossa sanidade mental. Muitas vezes precisamos que uma mola nos impulsione para darmos o salto que precisamos. É preciso coragem para deixar o ego de lado. É preciso despir-nos das velhas roupas e das armaduras que nos prendem e simplesmente sermos nós mesmos. De facto, não é fácil deixar a nu, quem nós somos. Quanta vergonha alheia de nós mesmos, temos! Mas não é preciso. O ego quer fazer-nos acreditar que mudar é errado. Mas, errado, é ficar na mesma. Errado, é não ter a ambição de mudar quando as coisas não estão bem. Errado, é esquecer o nosso valor e esquecer todos os nossos sonhos. Errado, é fazer sempre as mesmas coisas e da mesma maneira. Errado, é fazer apenas o que os outros querem em vez de aprendermos a dizer não, quando algo não tem de facto a ver connosco. Por isso mudarei sempre que for necessário. Mudarei, sempre que o meu coração não estiver feliz. 

Fui ao parque



Fui ao parque nesta tarde de Outono.
Sentei-me num banquinho de jardim,
pequei no meu simples caderninho
e regalei-me a escrever para mim.

Observei com atenção
os pormenores à minha volta.
Apesar do verde das árvores
algumas folhas voavam à solta.

Também eu me sinto assim.
Como uma árvore, troco as minhas folhas.
Só as raízes ficam comigo.
Pois elas sempre farão parte de mim.

E assim, também eu, solta
vou por aí em busca do melhor
que sou e daquilo que posso vir a ser.
Vou em busca da renovação, do amor, do prazer.
Sim, ser feliz é um dever!

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

quarta-feira, 25 de outubro de 2017

Escrevi para mim.

Sei que estás curioso
para saber o que eu escrevi
mas não te dou esse gosto
porque hoje só escrevi para mim.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

domingo, 22 de outubro de 2017

Anda daí comigo para o Pomar!


Anda daí comigo
para o Pomar.
Apanha todas as maçãs
que desejares.

Mas atenção...

Se perdes o equilíbrio cais
e o teu destino trais.
Mais vale ires devagar
para não te aleijares.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

sábado, 21 de outubro de 2017

Posso sonhar de olhos abertos.



Fecho os meus olhos
para melhor ouvir
de forma intermitente
o canto da água.

Abro os meus olhos
e mergulho com prazer
na água gelada do mar.

Se de novo os fecho
retorna a imagem
desta imensa viagem
onde também mergulho.

Abro de novo os meus olhos
para melhor compreender
que de olhos abertos
também posso sonhar.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

sexta-feira, 20 de outubro de 2017

Biqueirada no Português - Acróstico

Bora lá aprender a escrever!
Inda agora começaste....
Qualquer ideia que te aparecer.
Ui... vou-te dizer. Já te lixaste!
Inda quero ver um texto teu sem erros.
Rosnam os professores e eu também.
A Florbela Espanca um dia espanca-te mesmo.
Dizem o mesmo, Pessoa e Camões.
Andarás diferente depois...

Nunca tentes teimar com quem sabe
Opinião é outra coisa...

Podes ir ao dicionário
Ou então ao Google, ao facebook ou ao ensino primário.
Resolve as tuas questões com as letras.
Tretas?
Ui... não percebes mesmo nada disto!
Gostas é de dar biqueiradas.
Umas palmadas?
E uns acoites também.
Se não aprendes depressa vou contar à tua mãe.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.


Gotas de Chuva

Lá fora as gotas de chuva dançam
num ritmo acelerado e nem descansam.
Parecem ter energia para dar e vender.
E só vão parar quando lhes apetecer.

Que pena não terem aparecido mais cedo!
São elas que fazem a floresta crescer.
Assim não veríamos nos rostos o medo
de quem de repente ficou a perder.

Houve quem perdesse a casa
e os bens que nela havia.
Houve também quem a desgraça
levou pais, filhos, família...

Um rasto de destruição ficou.
Mas não será por muito tempo!
A terra tem vida e quem chorou
vai ter um dia o seu alento.

Que as gotas de chuva dancem.
Sim, que dancem demoradamente!
Para que renovem o coração da floresta
e que devolvam às pessoas o que lhes resta.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

quinta-feira, 19 de outubro de 2017

Limpeza no Castelo da Rainha

A Rainha arregaçou as mangas
e limpou o seu castelo.
De vassoura em punho
esmerou-se com desvelo.

Apagou coisas do passado
que já não faziam sentido.
Tirou o que estava em mau estado
e aquilo que estava partido.

Após a limpeza, teve deveras certeza
de estar no caminho certo.
Colocou as cartas na mesa
e o futuro deixou em aberto.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.


quarta-feira, 18 de outubro de 2017

A Gaivota

Uma gaivota perdeu-se no ar.
Voou para longe e decidiu parar
num pequeno apeadeiro para perguntar
qual a direcção que deveria tomar.

Não encontrando ninguém para falar
decidiu dar meia-volta e dirigiu-se para o mar.
Visualizou uma pequena traineira ao longe.
Abriu as asas e preparou-se para voar.

Descobriu que não estava sozinha naquele vasto lugar.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

quarta-feira, 11 de outubro de 2017

Amor às palavras

Amo as palavras.
Vivo com elas no coração.
Sonho em junta-las num livro,
tal é, por elas, a minha paixão!

Quando conseguirei?
Um dia, talvez.
O sonho comanda a vida.
Tudo é possível quando crês.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

As palavras voltam sempre

Levantei o sobrolho,
quando percebi
que as palavras me fugiam.

Quis ir atrás delas,
quando tropecei
tentando perceber o que queriam.

Magoei o coração,
quando entendi
por que fugiam de mim.

Fingi pois desistir,
sabendo que no porvir
as palavras voltariam.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.




Quantas!...

Quantas pessoas passam na nossa vida!
Quantas deixamos de ver, ou de falar!
Quantas saudosamente chamamos
para que junto de nós possam voltar!

Quantas nunca mais queremos ver!
Quantas nunca nos fizeram falta!
Quantas aprendemos a amar!
E quantas, a saudade mata!

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

domingo, 8 de outubro de 2017

Beijo - Acróstico

Beijar-te-ia outra vez
E olhar-te-ia nos olhos
Inteiramente presente.
Já te disse o que penso.
O momento agora é nosso.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

Vou continuar a escrever



Queridos leitores e amigos da Rainha, este é o ano da mudança. Nunca pensei que tudo mudasse em tão pouco tempo!

Estou a viver em outro lugar, a conviver com outras pessoas, a viver coisas novas...!

Continuem desse lado, que eu vou continuar a escrever.

quarta-feira, 4 de outubro de 2017

Vinhos e Fados

Num restaurante em Alfama
o Vinho faz as honras da casa.
Seja Porta Da Ravessa
Seja Terras Del Rei
Seja outro, de outra casta qualquer.
Do Vinho ninguém se cansa
e pedem mais uma taça.

Num Restaurante na Graça
Vêm turistas em massa
só para ouvir cantar o Fado.
E na mesa do lado
pedem mais uma taça
daquele vinho cansado.

Vinhos e Fados
só na nossa Lisboa.
E na Mouraria
servem petiscos vários
e contos do vigário.
Enquanto se escuta o Vadio
numa noite de desvario
cantar um triste Fado.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

Sugestão do leitor Gilberto Nogueira de Oliveira.

Felicidade na Solidão

Estás só, mas não estás sozinho.
Tens amigos à tua volta.
Pode parecer por fora que estás sozinho
mas por dentro não se nota.

Tens a alegria de viver dentro de ti.
Tens a força que precisas nos dias cinzentos.
Tens pessoas que gostam de ti,
que te guardam no pensamento.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

Sugestão do leitor Victor Paiva.

Para onde seguimos?

Para onde seguimos?
Será este, o caminho?
Para onde vamos,
sem direcção e sem destino?

Para onde seguimos?
Se dentro de nós ainda guardamos
memórias que já não voltam?

Para onde seguimos?
Se as recordações de outrora
já não importam?

Para a frente seguimos viagem
com o coração na bagagem
e um sorriso de par em par.

Para a frente seguimos
com a esperança que criamos
sem data e hora para voltar.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

Sugestão do leitor, Marco Henriques.


Os Loucos são os mais felizes!

Desordenados andam os pensamentos,
quando tentamos racionalizar a vida!
É por isso que os loucos são mais felizes.
Vivem simplesmente, não querem ser juízes.

Os loucos se encantam com cada momento
fazem de um obstáculo um motivo para aprender.
Quando amam, não pensam duas vezes.
Não têm medo de cair, se eventualmente acontecer.

Os loucos são os mais felizes!
Entregam-se a cada experiência com vontade.
Fazem coisas estranhas, é verdade!
Mas também não se poupam em felicidade.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

A primeira insónia dos 32 anos

Tentei escrever qualquer coisa bonita, no entanto não consegui. As palavras não quiseram acompanhar o ritmo do meu pensamento. Hoje, tive um déjà-vu de uma insónia que já não vislumbrava há algum tempo, pois o meu cérebro parece um emaranhado de nós do qual me quero livrar o mais rapidamente possível.

Somos aquilo que comemos e somos aquilo que pensamos. Somos aquilo que acreditamos e aquilo que sonhamos. Se as pessoas soubessem o poder que os seus pensamentos têm, compreenderiam todas as situações que atraem para as suas vidas. Eu acredito que somos nós que atraímos pessoas e situações para podermos colher os ensinamentos de determinada experiência. Muito embora não nos pareça, todos os dias o universo responde àquilo que criamos no subconsciente.

Estou sem sono. Apesar de ter de me levantar cedo, os pensamentos não param de crescer dentro da minha cabeça. Talvez o facto de ter mudado tanta coisa em tão pouco tempo tenha feito com que não tivesse tempo de pensar com a razão. O coração falou primeiro. A minha sede por mudanças ajudou à tomada de decisão. Mas, quando tentamos perceber todos os pormenores da nossa existência, não conseguimos aproveitar plenamente o momento presente. E é no presente que estamos agora.

Esta é a primeira insónia desde o meu aniversário. Pensei que conseguisse colocar as preocupações de lado quando chegasse aos 32 anos. Enganei-me redondamente! O segredo é não pensar muito nos pormenores, senão vão aumentar e vão tornar-se "por maiores"... Sem dúvida que a vida não é linear. Nós é que catalogamos os acontecimentos como se eles estivessem destinados a percorrer uma linha recta.

segunda-feira, 2 de outubro de 2017

Altera o teu pensamento.

Sempre que o dia acordar cinzento
procura razões que te façam sorrir.
Altera o estado do teu pensamento
e permite ao teu coração suprimir
toda e qualquer poluição
que não te deixe dormir.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

quarta-feira, 27 de setembro de 2017

A menina do Castelo

No alto da torre
mais alta do castelo
encontrava-se uma menina
que sonhava ser Rainha.

Sonhava com príncipes encantados
e teve vários namorados,
que com o passar do tempo
desapareciam com o vento.

Mas, um dia viu ao longe
um simples moço
e percebeu que afinal
não estava no fundo do poço.

E além das aparências se entregou
ao mais puro sentimento de amor.
Numa Cidade distante se fixou
e assim acabou a sua dor.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

sexta-feira, 22 de setembro de 2017

Nesta noite as estrelas brilham mais

Nesta noite as estrelas brilham mais.
E na escuridão, alumiam todo o espaço.
A lua presta homenagem ao universo
e eu faço a festa desta noite em verso.

Nesta noite as estrelas brilham mais.
Tal como o meu sorriso quando penso em ti.
É de noite que as emoções nos contemplam.
É de noite que vivemos o momento.

Nesta noite as estrelas brilham mais.
Deleito-me a contempla-las novamente.
Tu sabes bem o que vai na minha mente.
Sim, tu sabes bem o que a gente sente!

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

quinta-feira, 21 de setembro de 2017

Ou vais, ou ficas!

As mudanças assustam
mas elas são inevitáveis.
Como podes ser feliz
quando as coisas não estão estáveis?

A resposta é tão óbvia!
Não há mais nada a fazer.
Agora é só reparar
naquilo que está prestes a acontecer.

A vida vai dando dicas.
E tu, ou vais, ou ficas?
Pensa que vais encontrar algo melhor.
E não olhes para trás por favor.

Esquece o passado
que não te leva a lugar nenhum.
Lembra-te que nesta vida
o que importa és tu.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.


sexta-feira, 15 de setembro de 2017

Não quero sofrer mais por ti

Quiseste ver-me.
Eu aceitei.
Quiseste abraçar-me
mas eu hesitei.

O que sinto por ti
ainda dói.
E não,
não vou contar como foi...

Quando te vi, segurei-me para não chorar.
Sorri, quando pediste para não te esquecer.
Mas hoje, a nossa história vou encerrar
pois não quero continuar a sofrer.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

quinta-feira, 14 de setembro de 2017

Aniversário


Queridos leitores e amigos da Rainha, hoje faço 32 anos de vida.

Não sei explicar o que sinto porque tenho um misto de sentimentos que me toldam o pensamento. Ora estou triste, ora estou alegre, ora estou num estado intermédio. Sei que hoje fechei um ciclo na minha vida para começar outro e tenho consciência que os próximos 10 anos serão diferentes.

Sinto medo do futuro?... Talvez um pouco. Mas vou partir à aventura e vou certamente descobrir outros caminhos nunca antes caminhados, os quais vão fazer parte da minha rotina nos próximos tempos.

As mudanças assustam mas nem sempre são para pior. Eu estou de braços abertos para o que a vida me trouxer, mantendo sempre o pensamento positivo e esta forma de viver sonhadora que tanto me caracteriza.

Continuem desse lado, pois vou continuar a escrever com a mesma vontade de sempre. A escrita é a única coisa que jamais deixarei para trás. Como já puderam constatar, é a minha verdadeira essência que me move a escrever.

Obrigada por continuarem desse lado! :) Beijinhos e abraços da Rainha, neste dia feliz.

terça-feira, 12 de setembro de 2017

A dança dos sentidos

O que sinto cá dentro são borboletas
que fazem o meu coração vibrar.
Já não sabia o que isso era...
há mais tempo do que possas imaginar.


No ar, existe uma espécie de magia
que me faz voltar a acreditar,
que o amor afinal existe
e que eu mereço continuar a sonhar.

Nesta dança de sentimentos
que faz vibrar os meus sentidos
faz-me ter vontade de mais.
Mas será que é ilusão?
Serás mesmo tu, um dos tais?

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

Vive o momento

Vive o momento presente
como se fosse a primeira vez.
Encanta-te como se fosses criança
na idade dos porquês.

Corre atrás das borboletas
e vive de sonhos e de metas.
Sem menos esperares vais ver
que esses sonhos vão sair das gavetas.

Segue o teu caminho adiante
e olha sempre para a frente,
mas se quiseres olhar para trás
recorda que já lá não estás.

Aqueles que se encantam com a vida
fazem de cada momento uma festa.
Se abrires o coração para receber
muitas coisas vão-te surpreender.

Acredita que não estás sozinho.
Luta por aquilo em que acreditas.
E nos dias mais sombrios não desistas
pois em breve terás as mais agradáveis conquistas.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

domingo, 10 de setembro de 2017

Deixa ir...

Deixa ir embora
o que não tem de ficar.
Solta-te por completo
das amarras que te aleijam.

Foge a sete pés
de quem te quer prejudicar.
Agarra-te a quem te deseja
fazer feliz, um dia que seja.

Esquece aquilo que já te fez chorar
abraça a vida com outra luz no olhar.
Pensa em todas as possibilidades
e avança consciente sem vacilar.

Caminha de forma confiante.
Agradece ao Universo.
E se poderes continua
a escrever a tua história em verso.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

A minha mente - Uma salada Russa.

A minha mente
parece uma salada
está tudo misturado...
e já não percebo nada.

Mas não faz mal.
A vida é mesmo assim.
Que até ao Natal,
eu perceba bem
o que é melhor para mim.
Entretanto, posso garantir
que estou bem melhor assim!

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

A Rainha vai mudar (quase) tudo!

Queridos leitores e amigos da Rainha, já devem ter percebido que existe uma aura de mudança no ar. E é verdade. A minha vida está a mudar em todos os sentidos e é tarde para recuar. A solução é seguir em frente com a vida.

Daqui a 5 dias faço 32 anos. A Rainha está mais madura, mais consciente daquilo que deseja de facto e determinada a realizar os sonhos, que o coração sente. Podem começar a notar as mudanças na forma como escrevo e no conteúdo. Mas espero que mesmo assim, fiquem desse lado a acompanhar a minha escrita como têm feito até aqui.

Prazer

Despe-me com as tuas palavras.
Toca-me sem estares presente.
Morde os teus lábios de prazer
enquanto imaginas o que está a acontecer
na minha mente..

Toca-me de longe
mas perto dos meus sentidos.
Faz-me ir até à lua
sem sair do lugar.

Sente o meu coração a bater
de tanto tesão e prazer.
Queria estar contigo esta noite
como nos meus olhos pudeste ler.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

Corpo a corpo

Sinto-te.
Quero-te.
Desejo-te.
Afirmo querer beijar-te,
tocar-te,
e olhar-te outra vez.

Quero-te.
Desejo-te.
Nem eu mesma sei por quê.
Uma ligação de telepatia
nasceu entre nós naquele dia.

Sinto-te!
Mesmo sem estares presente.
Sinto-te!
Como se estivesses aqui.
Desejo-te!
Como se deseja um fruto proibido.
Muito embora não seja permitido,
Quero-te agora, mais ainda!

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

sábado, 9 de setembro de 2017

Mutação

A vida muda num minuto.
Nem damos conta da sua mutação.
O que acreditamos ser absoluto
é a mais pura ilusão.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

quinta-feira, 7 de setembro de 2017

Memórias

Existe um lugar dentro de mim
onde guardo as memórias de outros tempos.
Memórias onde as noites eram estreladas
e os dias um pouco menos cinzentos.

Nesse lugar ainda guardo aquele beijo
onde as ondas do mar nos sussurravam
onde as orlas de espuma de esfumavam.

Nesse lugar que era apenas nosso
não havia maldade ou cobardia
era puro amor, energia.

Porém, são apenas as memórias que nos restam.
Viagens perdidas no tempo vazio.
Se o meu coração pudesse contar tudo,...
as lágrimas que verto agora não caberiam no mar.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

domingo, 3 de setembro de 2017

Convite insólito

A lua chamou-me para junto dela,
para juntas olharmos as estrelas.
Aceitei prontamente sem hesitar
e no céu, as ficamos a contemplar.

As estrelas balançavam no escuro.
Radiantes, brilhavam ainda mais!
Sabendo que estavam sendo observadas,
dançavam alegremente assoberbadas.

E no vazio faiscavam as cadentes
caindo cuidadosamente também,
no espaço pautado por elas.
E não era difícil percebe-las.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

A Rainha está de volta ao seu Palácio.

Queridos leitores e amigos da Rainha, depois de quase um mês sem acesso à internet eis que me deparo com a possibilidade de voltar. Espero que fiquem contentes com o meu regresso! :)

Durante o mês de Agosto, fiz de tudo para me concentrar nos meus objectivos pessoais e profissionais deixando de lado tudo o que me impedia de os realizar. Descobri uma força interior que pensava que não tinha e deixei-a fazer o seu trabalho com afinco.

Por fim, reconheço que ainda existe muito que fazer, mas sei que estou no bom caminho. E como Setembro é o mês do meu aniversário, só pode ser um dos melhores meses do ano!

terça-feira, 8 de agosto de 2017

De cabeça na almofada

De cabeça na almofada
para finalmente descansar.
Hoje estou estafada
porque estive a trabalhar.

Amanhã há mais uma dose
desta vida que é a minha.
Vejamos se eu consigo
levantar-me cedo da caminha.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

sábado, 5 de agosto de 2017

Vazio

O ser humano anda vazio
fraco, distante, perdeu o pio.
Errante persiste no seu desvario
desperdiçando a vida de modo cruel e frio.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

A Rainha voltou.

A Rainha mudou.
Cresceu, amou,
viveu, chorou,
sorriu e vibrou.

Foi embora,
mas já voltou.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

quarta-feira, 2 de agosto de 2017

Fernando Alagoa - Feira de Santiago

Queridos leitores e amigos da Rainha, tenho o prazer de anunciar que o Escritor Fernando Alagoa, autor da Saga "Senhores do Universo" vai estar em destaque amanhã, dia 3 de Agosto, na Feira de Santiago, no Parque das Manteigadas, em Setúbal.

A não perder! :)

terça-feira, 25 de julho de 2017

Vento e insónia

Mais uma insónia que não me deixa dormir. Lá fora o vento rodopia fazendo-se notar. Levantei-me e fui descobrir uma madrugada que ainda não sossegou. Eu também não consigo sossegar. A cada dia uma nova insónia me bafeja com a sua presença. E eu acabo sempre por acolhe-la quer queira, quer não queira porque a insónia é como aquelas visitas que aparecem sem avisar e que ficam por horas na nossa casa. Hoje só queria dormir, mas os pensamentos não me largam. Quando me sinto assim a melhor ideia é levantar-me e fingir que não tenho sono, para que este pare de brincar às escondidas comigo.

sábado, 15 de julho de 2017

Insónia à vista

São 6h da manhã e não consigo dormir. A solidão propaga-se toda a noite através do silêncio. Algo que para mim já foi aprazível, torna-se agora no meu maior inimigo.

Não sei em que momento da vida te perdi. Não sei quando é que percebi que já não estavas ali para mim. Só sei que isso já aconteceu há muito tempo. Esta quebra apenas salienta o que já não existia entre nós. A conexão que sentimos ainda, deve-se apenas às vivências comuns. No geral, não resta mais nada onde nos possamos agarrar para que o barco não vá ao fundo. Já afundou há muito, só eu é que ainda não tinha percebido.

E a noite voa a uma velocidade atordoante. Quis dormir, mas os pensamentos de profunda desilusão persistem. Será que nos vamos voltar a ver?

domingo, 9 de julho de 2017

Vontade de renascer


Vi um coração na minha alma
que emanava luz para cada ser.
Essa luz vinha de dentro para fora...
para curar, iluminar e aquecer.
Na dor, nasce a amorosidade,
e uma enorme vontade de renascer.


Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

sábado, 8 de julho de 2017

Desabafo da Rainha

Queridos leitores e amigos da Rainha, os meus 32 anos aproximam-se a passos largos e a minha vida está um pouco de pernas para o ar. Será normal? Quando nós achamos que está tudo bem, vem um "vendaval" e muda tudo aquilo que tínhamos planeado. Bem, vou ter de aceitar isso, mas não é fácil ver tantas mudanças a acontecer e não poder controlar nada. Talvez tenha mesmo de ser assim. Talvez o melhor seja deixar a vida fluir. Deixar ir embora o que não tinha de ser. Desapegar daquilo que não me acrescenta. Talvez um dia eu entenda o que me está a acontecer. Nada acontece por acaso e algo melhor está por vir.

Sou uma menina, mulher.



Sou uma menina, mulher.
Sou simplesmente quem quero ser.
Sou assim desde que me conheço....
Gosto de ser assim e mereço
todas as possibilidades que a vida me trouxer.

Sou uma menina, mulher
Conheço todo o meu potencial.
Nem toda a gente reconhece,
mas não faz mal.
Nem Cristo agradou a toda a gente.

Sou uma menina, mulher
e ainda tenho tanto que aprender!
Não ligo mais àquilo que me faz sofrer.
Apenas sigo com a vida.
Ela que me mostre o que quiser.

Sou uma menina, mulher.
Quem disser o contrário estará a mentir.
Pois quem me quiser descobrir
está a um passo de conhecer
aquela que sabe bem o que quer.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.


domingo, 2 de julho de 2017

Vou por aí.


Vou por aí, descalça, livre, completa.
Vou por aí, vibrando na sintonia da paz.
Vou por aí, curando as feridas que ficaram...
dos amores que por mim passaram.


Vou por aí, desapegando daquilo que fui
sabendo que a vida apenas flui.
Vou por aí, deixando para trás as batalhas perdidas
curando desta forma todas as feridas.

Vou por aí, com os sapatos na mão.
Os mesmos que descalcei por me magoarem tanto.
Vou por aí, sabendo que não é em vão
todas as lágrimas que chorei entretanto.

Vou simplesmente em frente, com os pés no chão.
Vou por aí, sem medo do que vem a seguir.
Vou por aí, segurando o coração
Vou por aí, sem medo de cair.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

quarta-feira, 28 de junho de 2017

Folha de Hortelã

Na noite passada sonhei
com uma folha de hortelã.
Um amigo segurava um bule
e verteu o seu conteúdo de manhã.

Ao chá, já preparado
juntou-lhe farinha Maizena.
Não cheguei a perceber porquê
porque acordei nessa cena.

Eram quatro da madrugada
quando despertei intrigada.
O que aquilo me queria dizer?

Fiquei logo agitada
levantei-me de uma assentada
e fui tentar perceber.

E o que descobri
foi tão interessante
que tive dificuldade
em voltar a adormecer.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

Somos aquilo que escolhemos

A escolha foi tua.
Sumiste.
Dizem que partiste
à procura do ouro.

Eu digo antes que fugiste
e que de mim desististe
como se eu fosse um besouro.

Um dia, voltarás
cansado e triste
lamentando aquilo que não viste
por estares muito ocupado.

Mas talvez nesse dia
eu já esteja de saída
para ir para outro lado.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

domingo, 18 de junho de 2017

Um novo olhar

Um novo olhar se avizinha
nas mudanças que eu faço.
Hoje sei que não estou sozinha
e que não há qualquer embaraço.

A vida não é uma linha direita.
Por vezes somos apanhados nas curvas.
Mas por fim tudo se ajeita
se as vistas não estiverem turvas.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

terça-feira, 13 de junho de 2017

sábado, 10 de junho de 2017

O meu fado.

Tento ouvir o barulho
do meu próprio coração.
Quero perceber o que ele tem.
Por que está tão agitado?

Tento ouvir o silêncio
fazendo meditação.
Talvez assim eu entenda
qual é o meu fado.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

terça-feira, 6 de junho de 2017

A coruja

O piar da coruja arrepiou-me.
Acordei a meio da noite estremunhada.
O que terá dado àquela ave
que por norma fica à noite acordada?

Será que me quis acordar
dizendo que eu não estou sozinha?
Ou será que ela é que está com medo?
Se for isso, coitadinha.

O que posso fazer por ela?
Não posso abrir a minha janela.
O que faria eu com uma coruja no quarto?
Imagino a coruja fechada. Seria cá um aparato!

Também não lhe posso dar de comer.
Não sou tratadora de corujas.
E se um rato aparecer...
Não pego nele, nem com luvas.

Então, o que faço agora?
Se ela continua a piar lá fora?
Não posso ir com ela ao cinema...
Já sei! Posso escrever um poema.

E ela, será que gosta?
Ou será melhor escrever sobre ela em prosa?
Talvez mais tarde. Agora sai um poema quentinho
para que a nossa coruja se conforte no seu ninho.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

domingo, 4 de junho de 2017

A Feira do Livro de Lisboa está à tua espera!




Já começou a feira mais esperada de Lisboa. Estou desejosa de passar por lá. Tenho boas recordações de infância à volta da feira do livro. Um dia conto-vos tudo! Existe uma nostalgia feliz quando se fala de livros. Eu adoro livros, tal como adoro escrever. Espero que estejas tão ansioso quanto eu para saber quais as novidades deste ano. Para saberes tudo sobre este Evento anual, convido-te a consultar o site: http://feiradolivrodelisboa.pt/ O programa é bastante interessante! :)

Vamos falar sobre a Gala Montepio - Acredita Portugal.



Na passada sexta-feira foram premiadas as melhores ideias de empreendedorismo das mais diversas áreas tais como: Saúde, Tecnologia, Produtos, entre outros.

O ambiente era descontraído e muitos foram os jovens que participaram neste encontro. Como não podia deixar de ser, eu também estive presente.

São iniciativas como estas que nos fazem acreditar num futuro melhor. Que venha a próxima Gala!

sexta-feira, 2 de junho de 2017

Desapegar - Acróstico

Desapego quando vejo que nada mais há a fazer.
Entrego-me ao desejo de modificar o que preciso.
Sento-me à secretária e faço uma lista bem distinta
Apago o que não interessa para deixar a conversa mais sucinta.
Parece que o interesse que antes tinha se esvai com o tempo
Entrego-me durante horas ao mesmo pensamento.
Gravo na memória apenas o que é importante
Aquilo que já não quero acaba por ficar de mim distante.
Rendo-me à nova vida que ficou e ao vazio que se instalou.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

Sem critério e sem prazo

Deito fora ao acaso
aquilo que não me faz bem.
Não há critério, nem há prazo
para aquilo que por acaso
já não me sustém.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

quinta-feira, 1 de junho de 2017

Concerto de Ricardo Carriço - Cinema S. Jorge



Queridos leitores e amigos da Rainha, o passado dia 30 de maio de 2017, foi um dia especial para mim por várias razões. Primeiro, porque fez 9 anos que conheci o meu mais que tudo, e depois porque tive o privilégio de ter estado no Cinema S. Jorge em Lisboa para assistir a mais um concerto de um grande amigo, Actor e Cantor, Ricardo Carriço. Deixo-vos algumas imagens deste dia fabuloso.






domingo, 28 de maio de 2017

A Luz dos meus olhos - de Reliane de Carvalho



Queridos leitores e amigos da Rainha, no passado Sábado tive oportunidade de conhecer a autora deste livro e de aprender a serenar a mente através de uma meditação guiada. Estive com pessoas fantásticas e a energia recebida foi especial. 

É interessante como no universo tudo se encaixa. Encontrei mais dois amigos no local, sem saber que eles iam estar presentes. 

O livro: " A luz dos meus olhos - Uma viagem interior, é um livro de auto-conhecimento e trata-se de um guia para aprender a meditar. 

Reliane de Carvalho, escreve desde muito cedo. Começou aos 12 anos com um Romance e desde então descobriu outros caminhos. Depois iniciou a sua caminhada pelo auto-conhecimento, pela meditação, mas admite que um novo Romance está para breve.

Abaixo estão algumas das imagens do Evento. Espero que gostem e que tenham a curiosidade de conhecer, tanto a Autora, como o livro.








sexta-feira, 26 de maio de 2017

Ouve o teu coração.

A vida muda quando olhas para dentro
e te olhas ao espelho com olhos de ver.
Começas a colorir tudo o que está cinzento,
e as dúvidas dissipam-se, voltas a crer.

Se procurares a paz em algo externo
vais sentir-te oprimido e avesso a mudanças.
Mais vale deixares registado no teu caderno
aquilo que tu sentes, sem falsas cobranças.

Sente o que a tua alma diz sem falar.
Pergunta-lhe qual o rumo que deves tomar.
A tua intuição saberá responder-te na perfeição.
Sim! Se queres ser feliz, ouve o teu coração.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

quinta-feira, 25 de maio de 2017

Coisas mais interessantes para fazer.

Eu optei por viver com menos.
Menos coisas para limpar.
Menos coisas para fazer.
Menos coisas para entulhar.
Menos coisas para esquecer.
Menos coisas para procurar
Menos coisas para me aborrecer
Menos coisas para falar
Menos coisas para dizer.
Por que decidi isto, não sei.
Um dia hei-de perceber.
Mas a verdade é que
com menos coisas encontrei
coisas mais interessantes para fazer.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

Sonhar, todos podem.

Sonhar, todos podem.
Porém, nem todos querem.
É mais confortável ficarem como estão
do que almejar mais da vida. Não!
Como poderia eu pensar assim?
O que me resta enquanto ser iluminado?
Há que perceber qual é o meu caminho
para que eu não passe um mau bocado.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

terça-feira, 23 de maio de 2017

Segunda Edição - Blogs do Ano

Queridos leitores e amigos da Rainha, fiquei a saber que o concurso "Blogs do Ano" está de volta, por isso sugiro que fiquem atentos a todas as novidades.

Este concurso destina-se a todos aqueles que fazem parte da blogosfera e que todos os dias comunicam os seus interesses com o mundo. São várias as categorias que vão ser premiadas: Moda, Beleza, Entretenimento, Negócios e Empreendedorismo, Decoração, entre outros. 

Se em vez de um Blog, tens um Vlog, também podes concorrer. As categorias premiadas vão ser praticamente as mesmas.

A Rainha já está inscrita, como não podia deixar de ser. E tu, vais concorrer?

Vai a http://blogsdoano.pt/ e aproveita a oportunidade de divulgação do teu trabalho!

Boa sorte! :)

Lançamento do Livro: " A Luz dos meus olhos - Uma viagem Interior"



Queridos leitores e amigos da Rainha, no próximo Sábado, vai ser feito o lançamento do livro" A luz dos meus olhos - Uma viagem interior" da Autora Reliane de Carvalho.

O Evento vai realizar-se na Associação de Estudantes Angolanos em Portugal, no Lumiar.

Faço questão de estar presente e estendo o convite a ti, que procuras conhecer mais sobre este tema. Tenho a certeza que energia positiva não vai faltar.  

sexta-feira, 19 de maio de 2017

Uma pequena flor - Sugestão de um leitor.


Foi por causa de uma pequena flor
que escrevi um poema vibrante.
Foi feito com muito amor
e lapidado qual diamante.

Era pequenina, mas tão bela,
a flor que vi na tua mão.
Fiquei a olhar para ela
com ternura no coração.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

quinta-feira, 18 de maio de 2017

Sétima Gala Montepio Acredita Portugal



Queridos leitores e amigos da Rainha, no próximo dia 2 de Junho de 2017 vai realizar-se a sétima Gala Montepio Acredita Portugal que se destina a todos aqueles que fazem do empreendedorismo um modo de vida.

Este Evento vai realizar-se no Centro de Congressos de Lisboa, onde vão ser anunciados os vencedores do maior Concurso de Empreendedorismo do País.

Entre os 21 finalistas, serão escolhidos 7 vencedores, um por cada categoria, a saber: Empreendedorismo Social, Prémio K. Tech ( de tecnologia), Prémio Brisa Mobilidade 2017, Saúde, Materiais/Indústria, Produtos e Serviços.

Depois de meses de trabalho, os empreendedores finalistas do Concurso Montepio Acredita Portugal  irão apresentar o seu projecto perante Investidores, Conselheiros e Parceiros e disputar os prémios em jogo.

Este é um Evento de promoção do Empreendedorismo aberto ao público e de inscrição gratuita.

Podes inscrever-te através do seguinte link:

Zen e Coaching - Mudança de mentalidade

Há algum tempo atrás descobri
que nada é fixo, ou permanente.
Aquilo que agora é muito bom
pode tornar-se veneno de serpente.

Mas o que me conforta é saber
que é no veneno que está o antídoto.
Assim posso ter a cura necessária
utilizando o meu livre arbítrio.

Posso escolher o que quero agora.
E no agora é que está o futuro.
O passado é apenas reflexo
das escolhas que fiz antes de tudo.

Agora é tempo de segurar o coração
e levar a mente a outro nível.
O zen e o coaching me guiarão.
neste meio mais sensível.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

quarta-feira, 17 de maio de 2017

Hoje, as pedras são as protagonistas da minha insónia.

Não consigo dormir. Já é a terceira noite que fico em claro. Assim que fecho os olhos a minha mente não para de me dar palpites de como a minha vida devia ser. Fico tonta, a cabeça começa a andar à roda e fico com a sensação de vertigem. Tenho de me levantar! Não me adianta ficar deitada a assistir à dança do meu cérebro a noite inteira. Preciso de colo. Preciso de um abraço bem forte. De alguém que me diga que está tudo bem. Os livros que leio já não me saciam, os vídeos do you tube também me deixam cansada. Em última instância recorri ao blogue para aliviar o meu coração. Quero mesmo acreditar que está tudo bem. Mas como? Como conseguir acreditar nisso, se tudo o que minha mente faz é lembrar-me das pedras que fazem parte do meu caminho? Como posso eu desobstruir o meu caminho? Para onde arremesso as pedras que me querem fazer tropeçar? Ou será melhor construir com elas algo melhor? Um castelo? Talvez Pessoa tenha razão. Mas não é fácil construir um castelo num lugar tão áspero. E quem é que disse que a vida seria fácil?

segunda-feira, 15 de maio de 2017

Este é o lema, a frase mais querida!

Somos todos um
embora com formas diferentes.
Esta unidade que somos
faz-nos mais ou menos crentes.

Se cremos em alguma coisa
e isso nos faz bem,
devemos continuar assim
para com os outros também.

Somos todos um
nesta unidade chamada vida.
Um por todos e todos por um!
Este é o lema, a frase mais querida.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

Reflexão sobre a Arte



O encontro pela Arte
faz-se no subconsciente.
Para saber aprecia-la
não é necessário estar presente.

No pensamento reflito
naquilo que meus olhos já viram.
Submissa aos meus pensamentos
fico parada por uns bons momentos.

O encanto que a Arte tem
é divino e triunfal.
Arco, fuste ou capitel,
é mais do que Santo Graal

Inusitadamente presente,
numa inconstância sumária,
faço do culto da Arte
uma praia solitária.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.


domingo, 14 de maio de 2017

Salvador Sobral é o vencedor do Festival da Eurovisão 2017



Queridos leitores e amigos da Rainha, foi com grande felicidade de soube do resultado final do Festival da Eurovisão. Salvador Sobral, foi de facto, o escolhido.

Mais uma prova que temos, para valorizar aquilo que somos. Portugal é um País pequeno em tamanho, mas grande em talento.

E uma coisa que me agrada bastante, é saber que a nossa cultura é valorizada desta forma, tanto aqui, como além mar.

A propósito, será que o Papa Francisco tem alguma coisa a ver com as vitórias do Benfica e do Salvador?

Talvez Ricardo Araújo Pereira tenha mesmo razão! :)

Podes ver o vídeo aqui: https://www.youtube.com/watch?v=dlqdpYDDGFA

sexta-feira, 12 de maio de 2017

Tu tens um propósito!

Tu tens um propósito.
Mesmo que não saibas qual é.
Ninguém nasce sem nenhuma razão.
Mesmo que não te percebas
Existe uma razão para cada bebé.

Mas tu tens um propósito.
Isso é tão certo, como a tua própria vida.
Descobre o que te faz feliz.
Não te dês por vencida.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

O chá

Tomei um chá
para descontrair.
Pensei que assim
conseguiria dormir.

Depois percebi
que me precipitei.
Pois o chá verde
que tomei
foi por engano
ao que vi.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

Quantas vezes?!

Quantas vezes já tiveste
vontade de hibernar?
Quantas vezes já quiseste
chegar a casa e numa concha te fechar?
Quantas vezes já evitaste
no telemóvel pegar?
Quantas vezes evitaste
totalmente falar?
Quantas vezes decidiste
ficar a sós com os teus pensamentos?
Quantas vezes já precisaste
dos teus próprios momentos?
Quantas vezes quiseste
correr para bem longe?
Quantas vezes a solidão
foi a tua melhor opção?
Sim, quantas vezes?!
Sempre que te sentires assim
escuta o teu próprio coração.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

quinta-feira, 11 de maio de 2017

quarta-feira, 10 de maio de 2017

Conhecimento, é Ouro!

Conhecimento, é Ouro!
Pois sem ele, acredita:
Ficas na penúria.
Sem ele não ficas rica.
e se queres que te diga...
nem bonita.

Ele é essencial para a alma humana.
Faz-nos compreender o mundo.
Se conheceres o seu lado mais profundo...
o conhecimento é um tesouro!

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

terça-feira, 9 de maio de 2017

Hoje madruguei

Hoje madruguei.
Virei a noite do avesso.
E neste destino travesso
a minha vontade mudei.

Para fora da minha cama deslizei.
Tal como uma bola de arremesso
em câmara lenta, no começo.
E meu acordar finalizei.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

sexta-feira, 5 de maio de 2017

quarta-feira, 3 de maio de 2017

O Candeeiro - Sugestão de um Leitor.


Reparem na beleza deste candeeiro,
que está fixo no mesmo lugar.
Cumpre fielmente a sua missão,
de alumiar quem ali passar.

Alguém ali o colocou.
E toda a vida assim ficou.
Sua função não desprezou
e muita gente iluminou.

De candeias às avessas
anda o mundo!
Estamos fartos de falsas promessas
que não duram nem um segundo.

Tomara que as mesmas
fossem como este candeeiro.
Talvez assim acreditássemos
nas palavras do mundo inteiro.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

E já estamos em Maio!


Queridos leitores e amigos da Rainha, começou um novo mês com 30 novas oportunidades. Cada dia permite a oportunidade de melhoria, seja em que área for. Por isso, quanto àquilo que correu menos bem, faz como eu, deixa para trás.

Aquilo que eu te quero transmitir hoje é que vivas mais o momento presente. Não te prendas pelo passado, nem te aflijas com o futuro. Antes, constrói uma nova história daqui em diante. Votos de um excelente mês de Maio para todos. :)

terça-feira, 2 de maio de 2017

Insónia

Mais uma noite de pura insónia.
Queria tanto dormir cedo hoje!
O que, de facto, me impediu?

Os meus pensamentos.
Não fui capaz de os controlar.
Apoderam-se de mim, quais ventos.
E minha mente obrigou-me a acordar.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

domingo, 30 de abril de 2017

Estudo do código - Desabafo




Passei o dia a estudar
que nem uma louca
para o exame de código.
Mas a bem dizer
a matéria não é pouca.
Faço das tripas, coração
para perceber
se um carrinho de mão
tem, de passagem, ceder.

Entre sinais que não acabam mais,
cabe-me a mim pôr fim
ao estudo sofrido.
Mas só depois de passar
é que posso dar por concluído
este linguajar por muitos incompreendido
que me está a massacrar
no fim do dia, de um Domingo.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

sexta-feira, 28 de abril de 2017

Sem limites - Uma sugestão de um leitor.



Não deixes que o teu olhar
seja o limite do teu horizonte...
Mais vale aprenderes a esperar,...
que teres um limite que te amedronte.


A vida é uma caminhada
que vale a pena fazer.
Mas tens de fazer-te à estrada.
Não há nada que te possa deter.

Navega por mares infinitos
como no tempo dos descobrimentos.
Descobre quem tu realmente és
através dos teus sentimentos.

Junto ao Tejo sente a magia de uma Nau.
Lembra-te do sonho, da Caravela...
Lisboa é a terra do bacalhau,
da sardinha, do barco à vela.

Não deixes que o teu olhar
seja o limite do teu horizonte.
Tenho uma história para te contar.
Talvez um dia, eu te conte...

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

quinta-feira, 27 de abril de 2017

Outra vida, outro lar.

Existe uma guerra
que eu não quero alimentar.
Se for para entrar nela
sei que me vou irritar.

Preciso ficar longe
pois poderá trazer ruína.
Prefiro, pois
ficar bem quietinha.

Vou esperar a ventania passar.
Enquanto isso outros voos vou voar.
Não quero deixar a vida passar
sem sequer tentar outra vida, outro lar.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

Miqueias, o Adamastor.

Fotografia do próprio Miqueias Lima, um grande amigo que vive no Brasil.

Junto à Torre de Belém,
um jovem Adamastor
estava escondido.

Espreitava por trás da Torre,
mas esperava não ser visto.
Porém, soltou um rugido.

Um pescador que ali passava
pensou que da sua barriga se tratava.
Pois, estava cheio de fome.

Como não viu ninguém
nem pai, nem filho, nem mãe
pegou no telefone.

Miqueias, susteve a respiração
na esperança que ele fosse embora.
Mas foi em vão.

Durante meia hora
o nosso pescador decidiu comer.
pois, estava com uma fome de cão.

Ao mesmo tempo falava com a mulher
que lhe tinha dado um tuperware
de arroz com feijão.

Sem se conseguir conter
o nosso Adamastor, três vezes chiou.
E o pobre pescador se assustou.

Quem ousa estragar o meu almoço?
Sim, quem é você moço?
Perguntou o pescador olhando em redor.

E Miqueias Lima chiou de novo e disse:
Sou um pequeno Adamastor.
O mais novo que existe.

Estou de férias em Portugal.
Não me leve a mal.
Disse o Adamastor com um ar triste.

E o pescador mudou logo de postura.
Ofereceu-lhe o arroz que tinha sobrado.
E sentou-se ao seu lado.

Moral da História:
Nunca podemos julgar um Adamastor.
Ele pode estar sofrendo com dor.
E julgar é pecado.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

quarta-feira, 26 de abril de 2017

Quando alguém lê o que escrevo.

Sinto-me lisonjeada de quando em vez.
Quando vejo que alguém lê o que escrevo.
sinto uma alegria tamanha, que me enlevo . 

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

terça-feira, 25 de abril de 2017

Que o dia 25 de Abril de 1974 nunca seja esquecido!

Imagina que o tempo voltava para trás. Imagina-te em 1974, a escrever apenas em papel, a escrever com medo de ser repreendido pelas tuas opiniões, imagina-te a fugir da polícia da época só porque disseste que não gostavas de alguém pertencente ao governo, imagina-te a ouvir apenas uma estação de rádio manipulada pela mídia, imagina-te a sufocar com as palavras na garganta enquanto vias e ouvias aquilo que não querias, nem concordavas. Sim, imagina-te a viver nessa época, em que as pessoas eram censuradas por serem elas mesmas, em que os livros eram criteriosamente escolhidos para que as mentes da população continuassem fechadas.

Ainda bem que vivemos no século XXI! Ainda bem que isso já não acontece no nosso País. O maior avanço não foi o tecnológico, mas sim o  avanço da mente aberta, da liberdade de opinião. Felizmente já nasci numa época em que a liberdade estava a florescer. E essa liberdade permite que eu hoje diga e escreva aquilo que penso. Essa liberdade permite que eu tenha um blogue e possa escrever sobre as coisas que eu gosto sem me preocupar, sem ter medo. O sentimento de medo é o oposto do sentimento de liberdade. Com medo, não existe liberdade, porque a liberdade vem de dentro. Só somos realmente livres quando podemos expressar aquilo que sentimos.

Viva a liberdade! Que o dia 25 de Abril de 1974 nunca seja esquecido!

Liberdade - Acróstico

Livres somos de decidir o que fazer,
Independentemente daquilo que nos dizem.
Bons ou maus conselhos que nos dão,
Eles não têm qualquer influência sobre nós.
Realmente às vezes deixamos-nos levar.
Depois voltamos ao estado normal.
Acreditamos que o coração é que nos guia.
Diferentes somos da grande maioria.
Empreendemos constantemente.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

segunda-feira, 24 de abril de 2017

O Barco Rabelo e o Miúdo curioso - Sugestão de um Leitor



Rio Douro, rio Douro,
onde escondeste o ouro?
Escondi-o numas pipas.
Espreita! Não acreditas?

Rio Douro, rio Douro,
por que me olhas assim?
Porque és deveras curioso.
O que queres tu de mim?

Rio Douro, rio Douro,
ainda não me contaste!
Ao que o Rio respondeu:
Ainda não te calaste...

Nas serenas águas do Douro
deslizava um pequeno Rabelo.
Desde as margens, até à ponte,
toda a gente queria vê-lo.

A carga que transportava
já não era novidade.
Mas mesmo assim, quem passava
não disfarçava a curiosidade.

O famoso Vinho do Porto
era o seu conteúdo.
Ficou assim a saber
o curioso miúdo.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

A Porta - Sugestão de um Leitor



Não conheço esta porta,
Pois nunca aqui antes estive.
Nunca reparei se ela é torta....
Nem sei quem é que aqui vive.

Não conheço esta porta.
Tem um ar desleixado
Está em muito mau estado.
Mas isso não importa.

E se eu batesse à porta?
Quem estará do outro lado?
Será uma velhinha encurvada?
Ou um Guerreiro armado?

E se eu batesse à porta?
Quem me viria atender?
Será que o dono da casa
Me iria receber?

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

Dia Mundial do Livro e de todos os Autores, Escritores e Afins

Queridos leitores e amigos da Rainha, hoje senti-me especialmente feliz porque se comemorou o dia Mundial do Livro, do Escritor e dos meus direitos enquanto Autora. Andei inspirada durante todo o dia e escrevi entre outras coisas, dois poemas que merecem todo o destaque aqui no blogue porque foram sugeridos por um atento leitor. O Rafael, deu-me duas imagens que me inspiraram profundamente. A primeira, de uma porta, a segunda de uma embarcação. Falarei destes dois poemas a seguir. Entretanto passei pela Bertrand, uma das minhas livrarias preferidas e só saí de lá duas horas depois de me embrenhar na leitura de alguns livros que me despertaram curiosidade. Um dos quais, veio comigo de caminho para casa. Falarei dele mais tarde também, aqui no blogue. Foi um dia que correu particularmente bem, já que me permitiu sonhar outra vez.

sexta-feira, 21 de abril de 2017

O acidente das motas

Estava eu a passar na rua
quando presenciei um acidente.
Duas motas chocaram
mas o choque não foi de frente.

A distância entre as duas
era, pois, insuficiente.
Quando o sinal fechou
a detrás partiu um dente.

Sim, partiu um dente!
Ou até mais do que um.
A senhora foi ao chão
e gerou-se um trinta e um.

Ela chorava já de pé.
Queria que a da frente pagasse.
Esperaram que a polícia chegasse.
Mas a culpa tinha sido dela.

E assim se estraga uma mota.
E se vai parar ao chão.
Devia ter deixado uma distância de segurança.
Não foi isto que aprendeu nas aulas de condução?

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

Qual a idade certa para tirar a Carta de Condução?


Queridos leitores e amigos da Rainha, para quem não sabe, encontro-me a tirar a carta de condução.

Durante muitos anos não quis tirar a carta. Achava que não precisava e que era uma perda de tempo e de energia porque não tinha o mínimo interesse de o fazer. Hoje em dia, já não penso da mesma forma. Ter a carta de condução vai abrir-me portas para outras possibilidades profissionais e ao mesmo tempo vai dar-me a liberdade e a autonomia que eu procuro no momento presente.

Gostava de saber, por curiosidade, qual a melhor idade para se tirar a carta? Há quem diga que é aos 18 anos porque temos mais capacidade de aprendizagem, mais reflexos, etc... mas também existem pessoas que são apologistas de tirar a carta mais tarde porque o senso responsabilidade é diferente e por vezes trata-se de uma questão de necessidade do próprio. Dá-me a tua opinião!

quinta-feira, 20 de abril de 2017

Trânsito - Acróstico

Todos querem chegar em primeiro lugar.
Resmungam aqueles que não o podem fazer.
Arfam enquanto esperam o sinal abrir.
Não se fazem rogados quando podem seguir.
Sinto muito, que muitos não respeitem os sinais.
Importantes eles são, para a nossa segurança.
Todos deviam estar atentos aos demais.
O condutor deve ser o primeiro a transmitir confiança.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

quarta-feira, 19 de abril de 2017

Código Da Estrada - Acróstico

Corrige-me se estiver enganada, mas...
Oportunamente  hei-de saber.
Diz-me lá se tenho razão!
Isto de conduzir, tem algum senão.
Gosto de aprender, é verdade.
Odeio fazer o que não quero.
Dizem por aí que o trânsito tem regras!
Assim sendo não posso contrariar.
E se acontecer uma infracção?
Sei que vou ter de pagar.
Travo com o motor,
Retiro o pé da embraiagem,
Abrando o meu veículo,
Depois abro o vidro para falar com o Agente.
Ai de mim, que fui apanhada!

Assim é o Código da Estrada.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.