Traduza para o seu idioma

sábado, 9 de agosto de 2014

Coragem de mergulhar

Minha alma agitada
pede sossego e calma.
Para enfrentar o mar.

Mas o veleiro balança
para cá e para lá
ameaçando naufragar.

E eu, por entre as vagas, 
não vejo o fim 
de todos os mil anseios
que sinto dentro de mim.

Se outrora pudesse adivinhar
o futuro que desconheço
talvez pudesse, o destino, mudar.

Talvez serenasse, apesar
de ver o barco a baloiçar.
Talvez até tivesse 
coragem de mergulhar.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

sexta-feira, 8 de agosto de 2014

Um presente de uma amiga

Queridos leitores, um destes dias recebi esta encomenda na caixa do correio e quis partilhar convosco este objecto tão fora do comum. Foi a minha amiga Luisa Simões, também leitora do blogue, que me enviou esta linda capa para o meu futuro I Phone. A capa é o máximo! Parece um perfume em ponto grande e tem uma linda correia para pendurar ao pescoço para não perder o dito objecto da moda. O que vocês acharam deste presente original?


Não sei - Acróstico

Nada posso prever
Absolutamente, nada sei.
O que me resta, é apenas crer.

Sonho deveras com uma vida melhor.
E acredito que a vida não é nada sem amor.
Ignoro o que me faz mal, para não ter de sofrer.

Esta é a fórmula para conseguir viver!

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

Sinto-me fora do meu lugar!

Cada vez mais, penso que, cada pessoa tem o seu propósito de existência. Só que no fundo, andamos todos desencontrados dos nossos lugares. Alguma vez se sentiram como peixe fora de água? Pois é, é assim que eu me sinto quando deixo a escrita para trás. Não é que eu tenha deixado de escrever, mas estou concentrada em outras coisas que não me preenchem. No entanto, a necessidade assim o exige. Sei que nunca é tarde para aprender. Sei que é bom variar e fazer coisas novas, mas o que fazer se sentimos uma resistência subconsciente que nos impossibilita de aproveitar plenamente as oportunidades? É assim, que me descrevo no momento presente. Apenas a escrita e a cultura me preenchem. As imensas tertúlias ao luar, dias de contemplação junto do mar, a brisa da poesia que surge no dia-a-dia, a interpretação daquilo que me acontece traduzindo-se em literatura... Que pena não poder fazer ainda, aquilo que mais gosto de forma mais pura! Sinto-me fora do meu lugar...

Não desisto de lutar!

Balanço por vários caminhos
à procura de um porto seguro.
Nunca estamos sozinhos
quando pensamos no futuro.

Acredito piamente
que ainda vou encontrar,
o lugar que tenho em mente.
Não desisto de lutar!

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

quinta-feira, 7 de agosto de 2014

Mensagem de agradecimento

Queridos leitores e amigos da Rainha quero agradecer mais uma vez a vossa presença neste espaço que tanto prezo. Hoje a Rainha atingiu as 85.000 visitas.Estou verdadeiramente grata a todos aqueles que seguem diariamente o meu trabalho. 

Jovita Capitão.

quarta-feira, 6 de agosto de 2014

Como comentar sem invadir o espaço alheio?

Queridos leitores, existe uma pequena palavra com um grande sentido. Trata-se da palavra: ÉTICA. 

Ser uma pessoa ética significa ser uma pessoa preocupada com os outros, no sentido de saber comportar-se. Uma pessoa com um bom sentido de ética sabe qual é o seu lugar, sabe quando é necessária e sabe quando está a mais.

No caso dos comentários, essa palavra ganha um outro relevo porque é bem mais fácil ser ético cara-a-cara do que ser ético numa coisa que não se domina. Sim, caro leitor. Por vezes, a falta de ética está directamente ligada à falta de conhecimento. Quando não conhecemos determinado lugar, não sabemos na íntegra que passos podemos dar para que não erremos. Assim, digo com toda a convicção, que muitos até sabem o que significa ter atitudes éticas, no entanto no que diz respeito à Internet, a manifestação dessa qualidade torna-se cada vez mais difícil, porque tendemos a misturar o real com o virtual, não dando importância a coisas que têm, de facto, importância, só que por algum motivo não estão visíveis.

Agora, coloca-se a questão: Como posso comentar sem invadir o espaço alheio? Por outras palavras, em que circunstâncias é que posso aplicar a ética quando comento nas redes-sociais ou em blogues?

Sem dúvida que é necessário ter o bom senso de pensar primeiro antes de escrever. Uma dica infalível é por exemplo: colocar-nos no lugar da outra pessoa. Será que eu gostava de receber um comentário assim? Ao pensar antes de agir, vai de certeza evitar muitos problemas. 

Caro leitor, abaixo está uma lista com exemplos de várias situações que acontecem diariamente e que chateiam os profissionais do mundo blogueiro e das redes-sociais.

Comentários fora do contexto. Muitos comentam uma coisa completamente diferente daquilo que estamos à espera. Essas pessoas mostram nos seus comentários que não leram nada daquilo que foi postado. No fundo, apenas quiseram chamar a atenção ou divulgar outras coisas que não têm nada a ver com o contexto.

Comentários apenas com link. Esta é das coisas mais pirosas que se pode fazer num blogue. E está intimamente relacionada com a primeira situação da lista.

Comentários "me adiciona". Este comentário é sem dúvida o mais irritante que há. Isto acontece principalmente no facebook em determinados grupos. Tenho por hábito espalhar o que escrevo na minha página de perfil, na minha página oficial e em diversos grupos e de quando em vez deparo-me com alguns " engraçadinhos" que não têm graça nenhuma. Porque, eu estou ali para partilhar conteúdo, não para fazer amizade com qualquer um.

Estes, são apenas alguns exemplos que mostram o que não se deve fazer. Tenho a certeza que o leitor já se deparou com situações similares. Que mais situações destas conhece? É um comentador assíduo de blogues, sites ou redes-sociais?

Como eu divulgo o meu blogue

Queridos leitores e amigos da Rainha, no post anterior falei sobre a importância da divulgação de um site ou blogue. Agora, quero mostrar-vos como eu faço a minha divulgação. Fiz uma pequena lista com apenas cinco dicas que vos vai ajudar a compreender melhor, tudo o que tem de ser feito.

Seja activo nas redes-sociais. Eu não estou em todas as redes-sociais que existem por aí, mas há duas que utilizo com mais frequência: Facebook e Twitter.

Divulgue o seu blogue todos os dias. Todos os dias, depois de publicar um novo post ligo-me às minhas redes-sociais e partilho o conteúdo do blogue. Normalmente recomendo a publicação do mesmo post em 3 horários diferentes. Quando isso não é possível, partilho apenas à noite, quando o fluxo de pessoas nessas redes é maior.

Escreva algo novo todos os dias. Criei o hábito de partilhar de imediato, os posts acabados de fazer. Por isso, se não escrever nada, sei que não tenho nada de novo a dizer. Se deixar passar um dia sem escrever, inevitavelmente não vou divulgar nada (de novo) nesse dia, o que faz com que o blogue regrida nas visitas. 

Interaja com os seus leitores: Tenho por hábito responder sempre que possível aos comentários deixados no blogue e aos comentários deixados nas redes-sociais. Desta forma os leitores sentem-se acompanhados e são estimulados a continuar a acompanhar o meu trabalho.

Seja curioso e visite outros blogues. Eu sou bastante introspectiva quando escrevo, mas também gosto de saber o que se passa à minha volta, por isso visito outros blogues cujos temas me interessem. Quando algo me chama a atenção aproveito para comentar e dependendo do caso, deixo o link do meu blogue no fim do comentário, para que o proprietário do mesmo tenha a oportunidade de conhecer o meu trabalho. Se ele me visitar e gostar do que vê, tenho a possibilidade de ganhar um leitor. Além disso, outras pessoas também gostam de comentar em blogues. Por isso também é provável que além do proprietário do blogue também outros bloggers se interessem por aquilo que escrevi. 

Atenção que estou a falar em comentários relevantes. Na blogosfera também tem de existir ética, para que não invadamos o espaço que não nos pertence. Mas isto, já é assunto para um outro post. 

Espero que tenha gostado das dicas. Que outras formas de divulgação conhece? Conte-me tudo! :)

A importância da divulgação

Queridos leitores e amigos da Rainha, alguma vez se questionaram acerca da real importância da divulgação de um blogue? Não? Então pensem um pouco comigo!

Todos sabemos como é constante a procura por informação, quer seja através de livros, jornais, revistas, televisão e mais recentemente através da Internet. A todo o momento é imprescindível essa incessante procura tanto em camadas mais jovens, como em camadas mais seniores. Todos temos algo a aprender e quanto mais nos interessarmos por um assunto, mais prazer temos em continuar essa procura. Assim sendo, e porque a Internet é o meio mais utilizado para esse fim, sabemos o quanto é importante ter um blogue sempre actualizado. 

Manter o blogue sempre actualizado é uma forma excelente de atrair mais e mais leitores interessados no assunto em questão, no entanto, não chega para atrair um maior número de pessoas. Como assim? Imaginam o enorme fluxo de sites, blogues e afins que proliferam na Internet todos os dias? Caro leitor convido-o a abrir uma página do Google só para ver a quantidade de informação existente. É fácil encontrar o que procura? Como deve saber, nem sempre é fácil. Por vezes, a falta de tempo impede-nos de procurar o que queremos para além da terceira página. Ou talvez não saibamos que existem milhares de páginas na Internet que falam sobre um único assunto. 

E se por mero acaso, ao abrir o seu e-mail encontrasse a informação que procura de forma sucinta? E se, ao navegar pelos mares sociais encontrasse uma informação realmente necessária a nível pessoal? É exactamente essa a função da divulgação. Se as pessoas que têm blogues e sites não divulgassem o seu conteúdo, seria possível encontrar rapidamente a informação de que precisa? Ou demoraria horas a encontrar algo relevante? 

Muitos não sabem, mas a verdade é que existe um imenso trabalho de SEO e Gestão de Redes Sociais por trás dos blogues de sucesso. Todos os bloggers sabem que a divulgação tem de ser feita ( bem-feita de preferência) para alcançar um maior número de visitantes. Para muitos, o seu blogue é a sua empresa, por isso tem de haver uma boa gestão de todos os recursos disponíveis.

terça-feira, 5 de agosto de 2014

Improvisar - Acróstico

Interessei-me pelo improviso.
Mas perdi o meu juízo
Para poder avançar com as
Rodas no "ar", ou pelo menos tentar.
Observei outros blogues.
Visualizei novos caminhos.
Inspirei-me em velhos e novos.
Sabia que era melhor assim.
Agora cabe somente a mim
Reorganizar a escrita e sonhar.

Sei que tenho um "grande potencial" dentro de mim!

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

Descanso Semanal

Oficialmente entrei em descanso semanal por volta das 15h da tarde. Vou aproveitar para carregar as baterias com energia positiva e para fazer meditação. Sabe sempre bem olhar para dentro, para nos darmos conta daquilo que podemos melhorar e daquilo que temos de mudar em nós. Apesar de ser bom, saber que estou a trabalhar, melhor ainda é poder apreciar a vida aproveitando o tempo restante a fazer o que gosto. Escrever, é para mim um dos melhores prazeres da vida, do qual não abdico nem mesmo um "segundo".

Luar - Acróstico

Louvo a vida como ela é.
Uma sentença apaixonante.
Amor de um ser viajante.
Riso de um sonho tripé.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

Carícia - Acróstico

Corpo nu.
Amor cru.
Redobrado.
Insuspeito
Coração
Inocente e
Apaixonado.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

segunda-feira, 4 de agosto de 2014

Ainda estou aqui!

Queridos leitores e amigos da Rainha, por estranho que pareça, ainda estou aqui. Enquanto a Internet não falhar, continuarei a escrever neste espaço. Além disso, encontro-me a trabalhar. Finalmente!!! Depois de uma procura incansável por algo melhor, deparo-me com uma loja bem conhecida de todos: A Worten. Não vou especificar qual das lojas é porque senão muita gente viria atrás de mim só para me visitar (será?), ou talvez não. Mas o que importa mesmo é que não desisto dos meus sonhos. Torçam por mim, se faz favor! ;)

Loja - Acróstico

Lugar de muito trabalho
Onde as pessoas suam.
Jamais engordam.
As notas flutuam.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

domingo, 3 de agosto de 2014

Agosto - Acróstico

Agora que Julho já passou
Gosto de pensar em Agosto.
O que aconteceu já passou.
Só me deixou com desgosto.
Todavia, a vida continua.
O que faço eu agora?

Lavo os meus pensamentos
e renovo-os de dentro para fora.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

Reset da memória, em modo loading...

Faço o reset do processador
e esqueço o que me causa dor.
O momento presente é melhor
para olhar em frente com amor.

Por isso, estou em modo: loading...

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.


Significados:
Reset: apagar memória armazenada = Neste caso, apagar da minha memória a dor.
Loading: a carregar energia/ algo novo = Carregar energia interior, ganhar forças para seguir em frente.

Arquivo do blogue