sábado, 24 de maio de 2014

Morangos em Flor


Minha mãe plantou morangos
que espalhou pelo quintal
Espero que os passarinhos
não lhes façam nenhum mal.

Os morangos estão em flor.
Ainda não dá para colher.
É preciso muito amor
para ver o fruto aparecer.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

sexta-feira, 23 de maio de 2014

Onde irá ter este caminho?



O caminho é longo.
Estreita ali adiante.
Para onde vai, ninguém sabe.

Assim é o futuro.
A imaginação é delirante.
Mas a verdade, fica por contar.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

Os ventos mudaram

Os ventos mudaram
para outra direcção.
Eu deixei-me levar
numa onda de emoção.

Queria estabilizar,
descobrir um padrão.
Mas descobri que afinal
versatilidade é meu condão.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

quinta-feira, 22 de maio de 2014

Já chegaram!

Já chegaram os produtos que eu estava à espera! Os meus protectores solares factor 50, da marca Avon, que me vão ajudar no tratamento que estou a fazer à base de Luz Pulsada.

Como tenho de ter cuidados com a exposição ao sol, preferi estes porque garantem a máxima protecção. E valeu a pena porque foi bastante mais barato do que se fosse comprado num supermercado ou numa loja de cosméticos. A loção corporal custou 10,95€ e o creme para o rosto custou 7,95€, ambos indicados para pele sensível. Sou fã da marca Avon há muitos anos e por isso conheço bem os produtos. Recomendo! Quem estiver interessado em adquirir estes ou outros produtos da marca pode entrar em contacto comigo, porque eu também os vendo. Como a crise se instalou e não quer desaparecer, tenho de fazer diversas coisas para além da escrita.


Pois é, queridos leitores e amigos, não sou perfeita. Também tenho as minhas ansiedades e questões a resolver. Como mulher, faço tudo o que posso para acabar com os pêlos mas não tem sido fácil, até que encontrei a solução ideal para mim. A máquina de Luz Pulsada Philips Lumea, funciona de uma forma muito simples. Bastam apenas uns segundos sobre a pele, e está feito o tratamento. Se é instantâneo? Claro que não. Quem me dera que por artes mágicas me visse livre desta maçada. Na realidade, o tratamento é feito em várias sessões. Eu fiz umas 8 e já vi resultados. Mas a espera é lenta, para uma mulher impaciente como eu.


A máquina de Luz Pulsada, foi mesmo um achado para mim. Encontrei-a no Jumbo Box e foi "amor à primeira vista". Nunca mais a largo! :)

O moço de recados.


Queridos leitores e amigos da Rainha, quero partilhar convosco esta descoberta. O famoso moço de recados afinal existe e está à disposição de qualquer pessoa para fazer os mais diversos recados. Achei engraçada esta ideia e acho que pode ser uma mais valia para as pessoas esquecidas, para as pessoas ocupadas, para as pessoas com dificuldade de locomoção, etc. Encontrei esta ideia no facebook e fiquei fã. Para mais informações visitem a página no facebook.

terça-feira, 20 de maio de 2014

A importância da Crítica Literária.

Há uns tempos para cá que reflicto nesta questão. A crítica, nem sempre é bem-vista, pois não existe ninguém que verdadeiramente goste de ser criticado. No entanto, a crítica tem sempre algo positivo para nos mostrar o passo seguinte. Se não houver crítica, nada muda. E essa tendência para a inércia é que é prejudicial. Principalmente quando se trata de inércia Literária. Pessoas como eu, que escrevem há muitos anos, têm a tendência de achar que já aprenderam tudo, adoptaram um estilo e pensam que não podem melhorar. Todos nós, seja em que área for, temos sempre de melhorar alguma coisa. E na escrita, não é diferente. Eu costumo fazer sempre que posso, uma auto-crítica a mim mesma. Qual a melhor forma de o fazer? Pego num texto meu, mais antigo e faço a correcção a nível estrutural, do léxico e do conteúdo. Desta forma, é inevitável o encontro com palavras do avesso, formas de escrever que já estão ultrapassadas, sinais de pontuação nos sítios errados, entre outras coisas. É normal mudar a escrita ao longo do tempo. E por quê? Porque mudamos a todo o momento. E em questão de anos, podemos mudar as palavras, as ideias, as opiniões, a forma como encaramos a literatura. Por isso é que é tão importante a crítica Literária. Mas como fazer uma crítica literária eficaz?

Na minha opinião, como escritores, temos de estar abertos às palavras. Muitas vezes temos de ser nós a fazer essa mesma crítica. No entanto, nada nos impede de pedir opinião a quem percebe do assunto. E até a quem não percebe nada do assunto. Aprendemos das duas maneiras. No entanto, não podemos dar ouvidos às críticas infundadas que algumas pessoas fazem. Devido à frustração alheia, fazem-se críticas sem pés nem cabeça. Isso é prejudicial para quem escreve. Principalmente quando damos ouvidos a isso, deixando simplesmente de escrever. Assim, apesar de toda a forma de crítica, seja literária, seja apenas uma forma de dizer mal de algo ou de alguém, o melhor é sermos os nossos próprios críticos. Nunca deixe de se auto-criticar e nunca acredite numa primeira observação alheia. Por vezes as pessoas mais próximas não são os melhores críticos, porque se deixam influenciar pela imagem que têm de nós. Peça a alguém que ainda não o conheça bem, para que faça uma crítica mais profunda. Porém, tem de estar preparado para ouvir o pior. A crítica literária, não se resume a dizer que um texto está bem escrito. Uma boa crítica é quando alguém explica porque um texto está bem escrito ou não. O porquê, é muito importante, para que não hajam dúvidas da sinceridade do comentário. Alguém que gostou de um texto e depois não sabe dizer porquê, não está a fazer uma boa crítica literária. E porquê? Porque deixa a pessoa na mesma. Nenhum texto é perfeito, e se for, tem de haver um motivo para que isso tenha acontecido. É extremamente importante para um escritor perceber onde errou e onde melhorou, para que possa crescer ainda mais no mundo Literário.

Parada, à janela

Parei à janela a ver a chuva.
Primeiro fina, depois mais grossa.
Nem me atrevi a falar.
Perdida fiquei nos meus pensamentos
e preferi começar a sonhar.
O sol invadiu a minha alma
e tivemos uma longa conversa.
Até que a chuva enfeitiçada
me trouxe à realidade.
Parada à janela, continuei a olhar para ela.
O sonho, na verdade, desapareceu.
Tirou-me a alegria
e transformou-a em saudade!

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

Leitura de um conto surpresa - na Casinha do Chá.

Queridos leitores e amigos da Rainha, no dia 1 de Junho de 2014, dia Mundial da Criança haverá leitura de um conto surpresa. Venha até à Casinha do Chá, na Costa de Caparica e traga os mais pequenos para ouvir uma história surpresa contada por mim. 

Esta acção tem um valor simbólico de apenas 3€ por criança. As crianças que trouxerem os avós têm um desconto de 50%.

Espero por si! :)





Dia cinzento

Preciso de algo que nem eu sei.
Algo que me aqueça o coração.
Neste dia cinzento, só lamento
não te poder dar a minha mão.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

segunda-feira, 19 de maio de 2014

Pássaro Azul, quero voar contigo!

Tu, não sabes o que eu sei.
Não sabes o que é o amor.
Esqueces que te conheço bem.
És o meu pássaro azul.

Abres as asas ao vento
queres voar mais alto.
Percorres as nuvens do céu
e contornas o planalto.

Essas penas não me enganam.
Não são de cá.
Queres percorrer o mundo!
Mas leva-me contigo.

Quero voar também.
Mas tenho as asas pequenas.
Deixa-me lutar contra o vento.
Ainda preciso de ti.

O vento leva-me para trás.
Como és forte, já lá estás.
Meu pássaro azul, volta para trás.
Ajuda-me a voar contigo.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

A alma triste

A alma triste não consegue sorrir.
A alma triste não consegue cantar
A alma triste só pensa em chorar
A alma triste só pensa em partir.

A alma triste não se consegue abstrair
daquela tristeza aninhada
pretende a todo o custo fugir
de toda a coisa engraçada.

A alma triste pensa que já não existe o amor.
Talvez tenha perdido a esperança de viver.
Mas o amor não entristece a alma.
Apenas a dor supera toda a calma.

Só a dor faz sofrer quem triste se sente.
Pois o amor é digno de toda a gente.
O amor nunca fez sofrer ninguém.
O amor é o que a esperança mantém.

Mas não pensem que a alma triste não ama.
Ela ama mais do que aquela que está feliz.
Porque sofre por amor e sente a dor
que nunca pensou, a dor que nunca quis.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

domingo, 18 de maio de 2014

Quem me dera ser mais nova

Quem me dera ser mais nova
e ter apenas de brincar.
Não me aborrecia, quando na prova,
pediam poesia para eu recitar.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

Sentimento da Semana - Reflexão

Quantas vezes fechei os meus olhos, só para não se aperceberem da dor do meu coração!...E quantas vezes aumentei o meu sorriso segurando uma densa chuva de lágrimas...!

Jovita Capitão