Traduza para o seu idioma

sábado, 23 de fevereiro de 2013

O barquinho da infância

Foto retirada do Facebook

Num mar calmo navegava
o barquinho dos meus sonhos
enquanto eu, de longe,
vislumbrava ares risonhos.

Foi num azul tão sereno
que vi partir junto ao cais
o memorável barquinho
que não voltou nunca mais.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

Queria lembrar-me!

Queria lembrar-me
de tudo que ficou para trás.
As coisas boas e más
que vivi intensamente.

Mas o tempo não volta
e na recôndita memória
ficam as vossas lembranças
que me enchem de esperanças
e que me fazem continuar.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

Saudade

É na saudade que fico
ao lembrar-me dos momentos,
de tão nobres sentimentos,
que desapareceram com o tempo.

É na saudade que choro
não por fora, mas por dentro.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Peregrinação - de Fernão Mendes Pinto (série Grandes Livros)


Mais um excelente vídeo da série Grandes Livros, da RTP2.

Colecção " Formiguinha" adaptação do tradicional por João Sereno.




Queridos leitores hoje apeteceu-se falar sobre uma colecção giríssima que faz as delícias dos mais pequenos. A colecção Formiguinha, é uma colecção de pequenos contos tradicionais da nossa infância. Verdadeiros clássicos que eu encontrei nas minhas arrumações recentes. Já nem me lembrava deles!

Tantas vezes os li e tantas vezes os arrumei e desarrumei apenas pela sensação magnífica de ter os livros na minha mão. Como são muito pequenos, cada história pode ser lida em apenas cinco minutos por um adulto. Claro que as crianças demoram sempre mais, não porque não sabem ler mas porque têm mais imaginação e costumam navegar pelas ideias antes de passar à página seguinte. Era o que acontecia comigo.

Não sei se ainda estão à venda ou não, porque são bastante antigos. Mas quem sabe se não os encontra na internet ou através de bibliotecas e livrarias antigas, ou em feiras por exemplo. Confesso que a palavra que me veio à mente quando os vi foi: Saudade.

Que saudade de ser criança! :)

Aqui Respira-se!

Aqui respira-se cultura,
aqui respira-se literatura,
aqui respira-se poesia,
aqui respira-se simpatia.

Aqui respira-se Arte,
aqui respira-se "em Marte",
aqui respira-se o futuro,
aqui respira-se um tesouro.

Aqui respira-se a vida,
aqui respira-se a saída,
aqui respira-se emoção,
aqui respira-se paixão.

Aqui respira-se imaginação,
aqui respira-se determinação,
aqui respira-se e vive-se,
aqui encontra a solução.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

Sermão de Santo António aos peixes - Padre António Vieira (Grandes livros)


Mais um clássico da Literatura Portuguesa.

Segunda edição - A estalar! :)

Queridos leitores, encontra-se em preparação a segunda edição da colectânea: "Namorar é Preciso". A primeira edição esgotou-se num ápice. :)



Quem ainda estiver interessado em adquirir um exemplar da obra autografado por mim, peço que me envie a morada completa para o e-mail: jovitacapitao85@gmail.com

Brevemente mais exemplares estarão disponíveis para guardar ou simplesmente oferecer à cara metade.

Cumprimentos da co-autora.
Jovita Capitão.

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Conversa com a chuva

Minha triste chuva
por que tanto choras?
Para lavar a terra
que pisas e exploras.

Minha triste chuva
por que não sorris?
Porque estou carregada
de tristeza por ti.

Minha triste chuva
carregada para quê?
Para te lembrar
de quem te não vê.

Minha triste chuva
quem me não vê,
não sabe metade
daquilo que crê.

Mas não chores mais
minha triste chuva,
o arco-iris vai surgir
na próxima curva.

Na próxima curva,
mas como sabes tu?
Não sei querida chuva,
sei tanto como tu.

Apenas acredito
que a sorte mudará,
quando menos esperar
assim se concretizará.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

Aparição - de Vergílio Ferreira ( série Grandes livros)


Mais um interessante vídeo da série Grandes Livros.

Revista Progredir - Festival Zen



Queridos leitores, como já escrevi em outro post, a Revista Progredir é uma revista digital gratuita que incide sobre o tema: Desenvolvimento pessoal.

Este tema é cada vez mais o foco das grandes empresas e dos indivíduos que querem crescer tanto a nível pessoal como a nível profissional. E a grande preocupação da Progredir é que esse conhecimento esteja acessível a todos os interessados por esta matéria de forma gratuita.

Tendo em conta que são cada vez mais as pessoas que procuram este tipo de conteúdo foram criados vários eventos em que se explora ao máximo este tema. Um desses eventos trata-se do Festival Zen.

Assim, estão todos convidados a participar na 7 ª edição do Festival Zen  nos próximos dias 2 e 3 de Março de 2013.

Para saber mais sobre o programa do Festival Zen clique no link abaixo.

http://www.revistaprogredir.com/festival-zen.html

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

Sinais de Fogo - de Jorge de Sena (série Grandes Livros)


Mais um excelente vídeo da série: Grandes Livros.

Como Fazer Amigos e Influenciar Pessoas - de Dale Carnegie

Queridos leitores este é um livro que não me agradou pelo título, por isso a princípio rejeitei a leitura. Parecia uma ordem, uma obrigação. Embora saibamos que ter e fazer amigos é algo fascinante, é realmente absurdo sentirmos essa obrigação de alguma forma. Além disso, nunca quis influenciar quem quer que fosse porque abomino todas as formas de controlar os outros.
No entanto, como a curiosidade foi mais forte comecei a ler umas páginas e outras, e depois mais outras e cheguei ao final com a sensação de me ter enganado.
Afinal de contas estava perante um livro magnífico que me ensina as mais diversas formas de agir em diversas situações do cotidiano.
O livro: "Como fazer amigos e influenciar pessoas" ensina-nos a dar maior atenção à forma como falamos com os outros e como reagimos a determinadas situações. Tenho a certeza que quem lê este livro mudará a sua forma de pensar e de agir, para melhor.

Mas atenção, como livro de desenvolvimento pessoal que é, não adianta apenas ler. Se não colocar em prática o que aprende não vai conseguir mudar nada na sua vida. Conheço pessoas que por muito que leiam sobre desenvolvimento pessoal não aprendem. E por quê? Porque não aplicam. Assim, este é mais um daqueles livros para ler passo a passo, capítulo por capítulo meditando e decidindo melhorar os seus tratos com os outros. E atenção não adianta mudar o seu comportamento fora de casa e continuar a ter as mesmas atitudes em casa.  Há que mudar o seu comportamento em todos os sentidos da sua vida. Só assim, aplicando o que aprende diariamente terá sucesso no seu aperfeiçoamento pessoal.

Cursos 24 Horas

Queridos leitores hoje quero falar sobre uma coisa interessantíssima que descobri na internet. Existe um site chamado: Cursos 24 Horas que tem diversos cursos online. Veja o vídeo abaixo que explica como tudo funciona.


terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

Nunca desista!

Esta imagem diz tudo! :)

Imagem retirada do Facebook


Nunca desista de si mesmo,
nunca desista de ser feliz,
nunca desista de procurar,
pois um dia vai achar.

Nunca desista dos sonhos.
Não desista e corra atrás.
Esqueça os obstáculos
e desafie as coisas más.

Lute por aquilo em que acredita.
Lute para alcançar a dita.
Lute mesmo que não veja a luz.
Lute sempre porque a sorte o conduz.

Mesmo quando parece perdido
nunca desista de tentar,
pois quem se sente vencido
já perdeu antes de alcançar.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

Os Lusíadas - de Luís Vaz de Camões ( série Grandes Livros)


Hoje deixo-vos com este vídeo. Espero que gostem.

O silêncio fala

É no silêncio que descubro
coisas que o som não diz
nem o poderia dizer, mesmo 
que se tratasse de um sussurro.

Endireito-me para ouvir.
E o silêncio me diz
coisas que ignoro
há imenso tempo,
e choro...

Choro porque sinto
e se sinto é porque sei
que neste jogo sucinto
um dia eu ganharei.

O que ganharei um dia
não é algo que se veja
é algo que vem de dentro
e cá de dentro flameja.

Algo que só eu sei
e não digo a ninguém
algo que me aguenta
e que aos poucos sustém
este meu coração.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

Os Maias - de Eça de Queirós ( série Grandes Livros)


Mais um excelente vídeo da série Grandes Livros, da RTP2.

domingo, 17 de fevereiro de 2013

Estará na hora?

Estará na hora
de mudar o rumo,
desta história,
deste resumo?

Estará na hora
de seguir em frente,
de ser gente
como toda a gente?

Estará na hora
de sonhar menos,
e talvez aceitar
os venenos
que me querem dar?

Estará na hora de esquecer
aquilo que me faz viver,
e morrer no meu existir
para poder acordar noutro lugar?

Passar a ser máquina de um jogo
que nem sequer sei jogar.
Ficar ao abandono
mas sem me machucar.

Oh que vida cruel e mesquinha,
que hei-de fazer?
Se nesta vida sozinha
terei de viver
para agradar a muitos!

Mas isso não quero fazer.
Mas estará na hora?

Talvez ainda não me vá embora.
Ainda tenho muito que viver.
Talvez ainda faça falta
a quem diz que está a sofrer.
Talvez ainda haja um motivo
para o que estou a sentir.
Talvez seja eu a cura
deste mar de amargura
que a todos deixa a dormir.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.


A minha reflexão de hoje

Hoje estou assim, sem saber o que decidir. Sinto-me numa encruzilhada de sentimentos vários. Estou num impasse de decisões que podem mudar a minha vida para sempre. A única coisa que sei nesta vida é que a escrita vai permanecer. Quanto ao resto, algo tem de ser feito para me sentir realizada. Cada vez que tento aproximar-me do meu objectivo, mais obstáculos aparecem quer sejam a nível da saúde, das próprias circunstâncias de vida, quer a outros níveis mais abstratos e ideológicos com que me deparo quase todos os dias.
Todos os dias questiono se aquilo que faço vale a pena. Todos os dias reflito no meu objectivo de vida e dou por mim a pensar que a vida pode ser mais do que isto. Aliás, a vida tem de ser mais do que isto para valer realmente a pena. Estou confusa, apesar de saber bem o que quero. Sinto uma resistência subconsciente que me prende perante aquilo que estou prestes a realizar.
Sinto-me em constante mudança. E ainda bem que assim o é, mas não posso passar a vida a mudar de rumo senão nada vou ter de concreto na minha vida. Estou pensativa. Não sei o que decidir no momento. Só sei que não quero continuar como estou.
Um dia ainda vou olhar para trás e rir de tudo isto. Mas não vai ser agora. Até lá tenho de me enrolar qual bicho de conta e sair com a decisão tomada. A decisão que vai mudar tudo daqui para a frente. Já não sou criança. Mas ainda tenho sonhos e planos para o futuro. Será normal isto que sinto? Preciso mesmo desta mudança? Nem eu mesma sei, só sei que não quero ficar onde estou. Isso significa parar no tempo. E eu odeio estar parada.
Será que isto é apenas uma crise de meia idade? Uma forma de fugir às responsabilidades? Será que é apenas uma despedida daquele mundo dos sonhos? Será que é a entrada consciente na dimensão adulta da vida? Já alguém se sentiu assim ao caminhar em direcção aos 30? Sinto-me a ficar velha. Talvez seja por isso que estou tão introspectiva hoje.

Arquivo do blogue